#FollowMyDay
para San Francisco

Judith Haschert

Comissária de bordo (32 anos de idade, na SWISS desde 2012)

Judith Haschert trabalhar desde março de 2012 na SWISS. Uma vez que sua família e amigos vivem na Califórnia, ela consegue combinar perfeitamente a vida pessoal com a sua profissão: “Em São Francisco, posso me encontrar sempre com as pessoas de quem mais gosto.” Judith é vegana e sempre procura as tendências alimentares. Para nós, ela resumiu o dia perfeito em São Francisco.

Esta cidade de sonhos na Califórnia sempre fascina pela novidade: cultura, gastronomia, arte ou tecnologia - a inspiração que vem de São Francisco é quase ilimitada. Mas o que você não deve absolutamente deixar de experimentar quando tem pouco tempo disponível em São Francisco?

A SWISS voa para São Francisco partindo de Zurique (ZRH). Do Aeroporto Internacional de São Francisco (SFO), conte com uma meia hora para chegar no centro da cidade.

08:00

Um pequeno-almoço equilibrado é o lugar certo para começar o dia: no Jane on Larkin tem a “melhor tosta de abacate que eu já comi.” Judith se serve de uma xícara de chá verde, um suco acabado de espremer e uma sensacional granola com frutas frescas e leite de amêndoa. “Se você gosta de pão estaladiço, é o que encontrará nesta padaria.”

09:00

Alguma vez você já provou um cruffin? Mesmo em frente, na Mr. Holmes Bakehouse, é servida esta mistura exclusiva de croissant e muffin. "Aqui fico sempre com inveja", admite Judith, porque, infelizmente, eles (ainda) não lançaram os cruffins veganos. E não esqueça: os cruffins estão limitados a dois por pessoa.

09:30

Atravesse a pé a baixa da cidade, em direção ao Farmers Market, localizado no Ferry Building, no porto. A lendária Market Street também é ótima para fazer compras. Nas bancas do Farmers Market, Judith vai provando de tudo: “Claro que a couve fresca não pode faltar.” Este superalimento há muito que faz parte da dieta dos americanos. Para uma breve parada para um café, experimente o Blue Bottle Coffee. “Mas os amantes de sorvete precisam entrar no Humphry Slocombe!”

11:30

Do mercado, também pode fazer um bonito passeio ao longo do cais até o famoso Fisherman’s Wharf, de onde, apesar da multidão, pode admirar a ilha prisão de Alcatraz e a ponte Golden Gate. Judith explica que, bem do lado, no Ghirardelli Square, a vista sobre o cais e a baía é única. E "aqui encontrará provavelmente as mais bonitas lembranças de toda a cidade."

juiceshop.jpg

Quem preferir, pode comer um cruffin e beber um fresco suco da Juice Shop no Ghirardelli Square, para carregar as baterias.

13:00

Quando a fome chegar, vá até ao ROAM Artisan Burgers na Union Street. "Aqui eu crio meus próprios hambúrgueres veganos", conta Judith, animada. Além do hambúrguer de quinoa, não pode faltar o abacate, as cebolas caramelizadas nem a batata-doce frita.

goldengatebike.jpg

14:30

Está na hora de dar um passeio de bicicleta: “Volte ao Fisherman’s Wharf, alugue uma bicicleta e siga pedalando pela ponte Golden Gate!” Como recompensa, no outro lado terá uma vista sensacional sobre São Francisco. Poderá voltar de ferry para a baía, perto do Ferry Building.

14:30

Mas quem preferir ficar na cidade, não pode deixar de explorar o Mission District, a pé ou de bicicleta. “Está repleto de cafés e lojas com bom astral”, comenta a Judith. O passeio pode incluir ainda uma visita às típicas casas de três cores, as Painted Ladies, conhecidas do seriado de TV ”Full House", no Hayes Valley.

19:30

O sushi em São Francisco é algo muito especial para a Judith. Pegue um Uber e chegue rápido à rua 14, onde fica o Shizen Vegan Sushi Bar & Izakaya. Aqui tem de tudo o que agrada aos apaixonados pela comida japonesa gourmet. Mas o tempo de espera por uma mesa é longo: "Não é raro esperar trinta minutos", confirma a Judith. E infelizmente não aceitam reservas. “Mas vale a pena!”

21:30

O bar do terraço El Techo no Mission District é o local certo para terminar o dia em São Francisco, enquanto toma uma bebida agradável. Judith aproveita e faz uma caminhada até o bar para digerir o jantar. "Neste bairro você irá encontrar uma mistura colorida de pessoas." E quem sentir fome, mais tarde, não passará dificuldades com a oferta de tapas e comida de rua da América Latina.