#FollowMyDay
para Genebra

GUILLAUME DEFRANCE

Maître de Cabine (32 anos, na SWISS desde 2014)

Genebra tem muito a oferecer, seja qual for a estação do ano. Guillaume, maître de cabine, sabe bem disso, uma vez que vive nesta cidade da Suíça ocidental há quase 10 anos. No verão, o lago Genebra oferece imensas atrações; no inverno, são as estâncias de esqui próximas, no cantão de Jura e nos Alpes, que cativam pelos esportes de inverno..

Desde há anos que a segunda maior cidade da Suíça ocupa um dos 10 melhores lugares no ranking de qualidade de vida. A partir de Genebra, a SWISS tem uma rede de rotas para 42 destinos em toda a Europa, América do Norte, Marraquexe, Cairo e Tel Aviv. Além disso, a SWISS voa para Genebra (GVA) várias vezes ao dia partindo de Zurique (ZRH).

2_flugi.jpg

1_wolken.jpg

3_maitre.jpg

5_anflug.jpg

O primeiro destaque da cidade é revelado ainda no voo para Genebra, pouco antes de aterrissar: a vista deslumbrante sobre os Alpes, na chegada.

7_uno.jpg

Depois de Nova Iorque, Genebra é a segunda sede das Nações Unidas (ONU). O Palais des Nations, que abriga entre outros o Conselho dos Direitos do Homem, pode ser visitado durante o dia. Guillaume fica particularmente fascinado com a atmosfera do edifício e com as histórias de fatos notáveis: “Este é o lugar onde as individualidades mais importantes do mundo se reúnem para a Cimeira do G20 ou a Conferência do Clima. Eu estou na mesma sala em que já estiveram os presidentes mais poderosos”. O edifício do tipo palaciano inclui 34 salas de conferências e cerca de 2 800 escritórios. As salas ricamente decoradas, onde decorrem as reuniões e são feitas as deliberações, estão abertas aos visitantes. Mediante pedido, é possível realizar visitas guiadas em doze idiomas.

8_mitagessen.jpg

Após a visita cheia de história, o estômago de Guillaume começa a dar horas. Felizmente, bastam cinco minutos de ônibus para chegar no Restaurant de la Fontaine. “Se o clima ajudar, procure uma mesa na esplanada do jardim!”, recomenda Guillaume. Os pratos, apresentados com arte, transformam o almoço em uma experiência culinária extraordinária.

8_schiff.jpg

9.jpg

Para Guillaume, não há dúvida de que irá passar a tarde nas margens do lago Genebra. Sobretudo, ele adora apreciar a beleza do lago enquanto faz um cruzeiro, bem como ver de perto o símbolo de Genebra, o Jet d’eau, um jato de água com perto de 140 metros de altura. “Mas não deixem de consultar o horário, antes”, aconselha. “O jato de água nem sempre está funcionando, dependendo da temporada e das condições meteorológicas. “Seria uma pena perder este símbolo da cidade em funcionamento!

10_placedumolard.jpg

Após o confortável passeio, Guillaume se junta à agitação da cidade. Na Rue du Rhône, também conhecida por “pequenos Champs-Elysées”, encontra butiques exclusivas e todas as grandes marcas. “Depois de fazer compras, uma bebida no Place du Molard é um must!», conta Guillaume.

11_altstadt.jpg

12_altstadt.jpg

13_altstadt.jpg

14_altstadt.jpg

À noite, diferentes idiomas enchem as ruas do centro histórico. Turistas e habitantes locais se misturam e o resultado é um alegre ambiente multicultural. Também Guillaume é de novo atraído para aqui, e vai passeando pelas ruas até voltar à Place du Bourg-de-Four. Na esplanada do Café du Bourg-de-four ele aguarda o fim do dia vendo as pessoas passar, de preferência diante de um prato de rösti, uma panqueca de batata típica da Suíça pela qual o restaurante é tão famoso. “O dia passou voando”, comenta, com pena. “Mas, felizmente, eu moro aqui e tenho todo o verão para descobrir todas as esplanadas da cidade!”